HOME  

AS VOLTAS DA BOLA  

PONTAPÉ NA ATMOSFERA  

PASSA A BOLA  

BOLA EM JOGO  

MERCADO DE TRANSFERÊNCIAS  

terça-feira, 30 de junho de 2009
Lucho é jogador do Marselha
O FC Porto chegou a acordo com o Olympique Marselha para a venda de Lucho González por 18 milhões de euros. O internacional argentino deverá rumar a França nos próximos dias para cumprir os exames médicos e assinar um contrato válido por quatro épocas. A saída de Lucho representa uma enorme perda para os portistas que viam nele um símbolo, um verdadeiro comandante.

Luis Oscar González chegou em 2005, vindo do River Plate, pela mão de Co Adriaanse e acompanhado de Lisandro López. Foi sempre utilizado quer por Adriaanse quer por Jesualdo Ferreira que o viam como uma pedra-chave da equipa dos dragões. Sai como tetracampeão, com duas taças de Portugal e uma Supertaça. A sua classe vai deixar saudades aos adeptos portugueses.

Etiquetas: , , ,

Ricardo Costa & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 21:13 | # este post | # Comentários de mestre (8)
segunda-feira, 29 de junho de 2009
Europeu sub-21 Alemanha 4-0 Inglaterra

Uma Inglaterra perfeita até à data defrontava a não menos favorita Alemanha com percurso similar nesta final do Europeu de sub-21 que Portugal viu pela televisão.

Estas mesmas nações terão empatado 1-1 ( Jack Rodwell ; Gonzalo Castro )na fase de grupos e muito se esperava da partida sendo que o vencedor parecia somente poder ser encontrado através de alguma supremacia individual potencial que pudesse brotar a qualquer minuto face à consistência de talentos presentes na competição.

Horst Hrubesch apresentou Manuel Neuer; Andreas Beck, Boenisch, Howedes, J. Boateng; Khedira, Ozil, Wagner, Johnson, Hummels e Castro e no banco de suplentes Fromlowitz; Sippel, Aogo, Ebert, Marin, Schwaab, Grote, Adlung, Ben-Hatira, Schmelzer e Ede.

Do outro lado, Stuart Pearce constituiu o seu 11 com Scott Loach; Cranie, Gibbs, Micah Richards, Onuoha; Muamba, Cattermole, Noble; Milner, Walcott e Johnson. Suplentes com Lewis; A. Taylor, Stearman, Gardner, Rodwell, Tomkins, Mancienne, Driver e Rose.

A Inglaterra conquistou os seus 2 últimos títulos na categoria à 25 anos quando destronou categoricamente a Espanha por 3-0; sendo que a Alemanha nunca logrou obter algum título neste escalão.

Entre ambas as equipas as partidas são:

22.06.09 Alemanha 1-1 Inglaterra, Halmstad

06.10.06 Inglaterra 1-0 Alemanha, Coventry

10.10.06 Alemanha 0-2 Inglaterra, Leverkusen

25.03.05 Inglaterra 2-2 Alemanha, Hull

06.09.05 Alemanha 1-1 Inglaterra, Mainz

06.10.00 Inglaterra 1-1 Alemanha, Derby

31.08.01 Alemanha 1-2 Inglaterra, Freiburg

21.09.82 Inglaterra 3-1 Alemanha, Sheffield

12.10.82 Alemanha 3-2 Inglaterra, Bremen

Um jogo que foi exclusivamente dominado pela Alemanha sendo que os seus jogadores cilindraram tacticamente e tecnicamente os ingleses num 4-5-1 germânico VS o 4-3-3 britânico; A falta de Agbonlahor e J. Hart fizeram-se sentir tanto na dianteira como no sector defensivo na medida em que Ozil teve uma exibição de encher o olho com o jogar e fazer jogar este germânico de ascendência turca que se transferiu em Janeiro de 2008 para o Werder Bremen e que potencialmente ocupará a posição deixada por Diego.

4-0 com golos de Gonzalo Castro, Mesut Ozil, Sandro Wagner 2, o jogo ficou definido numa lição total de perícia; A Alemanha ocupou bem os espaços e dominou o meio-campo com a sua povoação táctica dinâmica, sendo que tirou partido dos múltiplos erros forçados da selecção britânica.

Falando de um balanço mais estatístico da competição o sueco Marcus Berg do Groningen foi o artilheiro da competição com 7 golos ( desde 2007 no clube holandês tem 30 golos em 50 partidas, previamente teria sido campeão com o Gotemburgo onde marcou 14 golos em 17 jogos e é, nesta altura, muito disputado para ingressar nos maiores clubes europeus já na próxima temporada)

Mesut Ozil com 4 assistências foi o jogador mais evidenciado na construção dos golos tendo como último passe o seu pé prolifico.

Parece que a Alemanha não leva de vencida somente a Premier League, mas também a nível de selecções…começando pelas camadas jovens.

Jogadores a seguir Mznudl Neuer, Marko Marin, Mesut Ozil, Beck, Sandro Wagner ( Alemanha ) Giovinco, Acquafresca e Mario Balotelli ( Itália ); Micah Richards, Agbonlahor, Gibbs ( Inglaterra ), Nemanja Matic e Gojko Kacar ( Sérvia ),

Entretanto, Paulo Sousa assume os destinos do Swansea City após atribulada passagem pelo QPR e vai jogar na Championship onde vai encontrar equipas como o Newcastle United, Crystal Palace, Derby County, Leicester City, Middlesbrough, Nott. Forest, QPR, Reading entre outros num campeonato competitivíssimo.

Etiquetas: , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 20:49 | # este post | # Comentários de mestre (0)
domingo, 28 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 - Eua 2 - 3 Brasil
Começamos pelo fim… ( falta de desportivismo, cultura, respeito… na apresentação e hinos… passarem pelas crianças, que estão de mão dada com os jogadores, que são o futuro de amanhã, cumprimentarem os jogadores e nem um sorriso ao destino da humanidade, desrespeitando todas as normativas humanas mínimas ) São os homens de fato dos Mercedes…os mesmo que potenciam as crises e omitem as soluções em todas as vertentes e se esquecem da humildade que devem passar a todas as gerações.

Para marcar com saudade a passagem pelas vidas dos relvados de Marc-Vivien Foe, seu próprio filho veio homenagear o legado de seu pai na esperança que melhores dias virão para todos os praticantes de qualquer actividade física e não tenham conturbações a nível cardíaco omissas pelos médicos que estão por vezes com os cifrões acima da deontologia e humanidade.

A Espanha conquistou hoje, numa partida emocionante, a 3ª posição da Taça das Confederações ao vencer a anfitriã África do Sul por 3-2 após prolongamento.

Martin Hansson o árbitro da partida para dar sequência às boas arbitragens presentes nesta competição, prelúdio para o Mundial vindouro a organizar no mesmo país no próximo mês de Junho.

Dunga apresentando - Júlio César; Maicon, Lúcio, Felipe Melo, Gilberto Silva, Luís Fabiano, Kaka, Robinho, Luisão, Santos, Ramires. Nos suplentes – Victor, Gomes, Kleber Elano, Daniel Alves, Miranda, Josué, Júlio Baptista, Kleberson, Pato, Nilmar e Juan.

Bob Bradley congregou uma equipa competitiva para tentar causar a ultimada surpresa da competição – Howard, Bocanegra, Onyewu, Dempsey, Davies, Donovan, Clark, Demerit, Altidore, Spector, Feilhaber. No banco acompanham – Guzan, Robles; Bornstein, Casey, Pearce, Beasley, Wynne, Kljestan, Adu, Torres, Bradley e Califf.

Estatisticamente são 15 jogos os que opuseram estas duas nações, sendo que uma é mais forte do ponto de vista politico e outra da perspectiva futebolista e o futebol leva de vencida a politica com 14 jogos a favor dos canarinhos e sendo que a única derrota ocorreu na Gold Cup, em que os mesmos foram convidados ; 28 – 8 Goal Difference a favor do Brasil.

A partida coloca lado a lado as selecções que se defrontaram nos grupos e que viu o Brasil dizimar os americanos por 3-0 sem espinhas, porém a curto prazo, foram os homens de Obama que tiveram uma impressionante evolução construtiva, táctica, moral e individual, consequentemente os destinos alteraram-se…

9 minutos e 1-0 com classe de um dos propostos a melhor jogador do torneio, Clint Dempsey, e rapper Deuce, do Fulham. Jogada gerada por Spector que cruza para que o número 8 finalize de primeira e tecnicamente para o fundo das redes de Júlio César.

São os EUA que começam a dominar a partida com a sua agressividade, algo que falta para combater um Brasil cheio de charme & classe, e a acrescentar a isto vemos a sua energia, força de vontade, velocidade e, finalmente, inteligência nas saídas ofensivas.

27 minutos, Donovan em jogada de contra-ataque divina com Davies faz o 2-0 a favor dos americanos, com a velocidade mencionada nas linhas anteriores e é a face de Dunga que demonstra a apreensão e nervosismo dos brasileiros, habituados às vitórias, sendo que neste caso, poderão estar a subestimar os EUA, porém muito jogo ainda pela frente…

Brazil no power play tentando avassalar o adversário com o seu samba, porém a melodia não está em conformidade com os passos dados, e Howard corresponde com uma grande defesa a remate perigosíssimo por parte de A. Santos. 57%-43% Brasil-EUA.

O jogo reata para os segundos 45 minutos e o ex-Porto e cobiçado pelo Milan, actual Sevilla, Luís Fabiano faz o seu 4º golo na Taça das Confederações, consumando a sua profecia que aludia ao mesmo ser o melhor marcador da competição. 2-1 EUA-Brasil.

2ª parte só dá Brasil, e 2-2 aos 73 minutos, Luís Fabiano faz o golo de recarga após Robinho enviar a bola à barra.

E são os 15 minutos finais letais… Quem vai assegurar a copa?

Os EUA começam a abrir espaços sendo que a posse de bola continua estatisticamente igual, porém o Brasil acabou por começar a tirar partido de um jogo mais efectivo e contrabalançado, equilíbrio esse trazido pelas substituições orquestradas por Dunga com Elano e Daniel Alves ( 3º melhor jogador do mundial de sub-20 em 2003 ).

Parece que o jogo está decidido, 2-3 por Lúcio após canto supremamente cobrado por Elano. Brasil desfila agora o seu futebol com maior calma e essência canarinha.

Melhor jogador em campo : Luís Fabiano

Brasil recebe o prémio Fair-Play da competição.

Luís Fabiano, bota de ouro, o melhor marcador da Taça das Confederações e bola de prata.

Tim Howard, luva de ouro, melhor guardião.

Clint Dempsey, bola de bronze.

Kaka eleito o melhor jogador do torneio. Discutível, porém a FIFA também considera Pelé o melhor jogador de sempre.

11Kassid; Lúcio, Puyol, Gaxa, Masilela; Bradley, F. Melo, Dempsey, KaKa; Torres, Villa

Últimos dados do dia – Brasil é a selecção que marca mais golos de fora da área; A Espanha, por sua vez, tem aquele que é estatisticamente e qualitativamente é o jogador mais criativo; A Itália é a selecção mais letal nas bolas paradas.

As vossas apreciações aqui…

Etiquetas: , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 19:23 | # este post | # Comentários de mestre (5)
sábado, 27 de junho de 2009
'Matigol' confirmado no Sporting

O Sporting confirmou, esta madrugada, o acordo com o Villareal com vista à contratação de Matías Fernandez. O chileno assina por 4 temporadas.

Em comunicado à CMVM, os ''leões'' avançam "A Sporting SAD informa ter chegado a um acordo de princípio com o Villarreal CF e com o jogador Matías Fernández tendo e vista a sua transferência definitiva para a Sporting SAD. O acordo definitivo ficará dependente da realização dos exames médicos."

O médio ofensivo de 23 anos custará aos cofres do Sporting um valor perto de 4 milhões de euros sendo que os ''leões'' não ficam com a totalidade do passe do jogador.

Recorde-se que Matías Fernandez chegou ao Villareal em 2006 por 9 milhões de euros.

'Matigol', em vídeo:

Etiquetas: , , ,

Pedro Magalhães & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 12:45 | # este post | # Comentários de mestre (1)
sexta-feira, 26 de junho de 2009
As voltas da bola: O mercado
Confesso que não gosto do chamado defeso. E há uma razão muito simples: não há futebol. Dentro das quatro linhas, claro, porque esta é a altura ideal para jogar nos bastidores. Todos os dias vemos determinados jogadores associados a determinados clubes. Este ano até parece que a palavra crise não tem sentido. O culpado principal é Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, está fácil de ver. Em Portugal a situação é bem diferente pois existem clubes que lutam para sobreviver. Vamos por partes.

O Benfica tem sido, talvez, a equipa mais falada e tem servido de destino a possíveis contratações. O avançado argentino Saviola foi hoje oficializado para as próximas três temporadas. Assim, ficou confirmado como quarto reforço dos encarnados juntando-se a Patric, Ramires e Shaffer. Além disso, tem sido noticiado o interesse em Falcão, do River Plate, mas que não deve passar disso mesmo devido à contratação de Saviola e à mais do que provável renovação de Nuno Gomes. No sentido inverso, Katsouranis rumou ao Panathinaikos e Jose Antonio Reyes, mesmo sem regressar a Madrid, tem mercado na Europa.

No FC Porto, caso não saia ninguém também ninguém deverá entrar. Esta foi, aliás, uma mensagem passada pelo presidente Pinto da Costa. Porém, há alvos bem apetecíveis: Lisandro (Lyon), Lucho (Marselha), Bruno Alves (Inter/Barcelona) e ainda o reatamento das negociações com o Milan por Cissokho - segundo o presidente, ou os milaneses desembolsam quinze milhões de euros ou então o lateral fica no Porto. Confirmadas estão as entradas de Miguel Lopes, Silvestre Varela, Maicon, Beto e Álvaro Pereira que se juntam ao regressado Nuno André Coelho. Nos últimos dias fala-se na possibilidade de Gonzalo Bergessio, ex-jogador do Benfica e actualmente no San Lorenzo, rumar ao Dragão assim como Luis Garcia e Buonanotte. Diga-se que estes dois últimos têm sido apontados também às águias.

O Sporting iniciou hoje a sua pré-temporada. Sem nenhum reforço (Matías Fernandéz, avançado do Villareal, deverá chegar nos próximos dias) mas com três dispensas há muito definidas: Ronny, Rodrigo Tiuí e Romagnoli. O avançado equatoriano Filipe Caicedo, do Manchester City, tem sido referenciado mas tem um preço demasiado elevado. Saif Rubie, empresário do jogador, confirmou os contactos mas disse não acreditar que o Sporting tenha capacidade financeira para poder avançar para o negócio.

Em Guimarães, Nelo Vingada foi confirmado como novo treinador do Vitória depois da saída de Manuel Cajuda. O treinador português que esteve a um passo de orientar o Al-Ahly do Egipto garante ter consciência do trabalho que terá pela frente. Com a contratação de Vingada, mantém-se o facto de todos os treinadores da Liga Sagres serem portuguses. Voltamos ao início: para uns é sinal de crise, para outros é a confiança na competência dos técnicos lusos. Ou até os dois juntos. Assim corre o mercado...

Etiquetas:

Ricardo Costa & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 21:30 | # este post | # Comentários de mestre (0)
Javier Saviola no Benfica
O Benfica anunciou há momentos a contratação do avançado do Real Madrid Javier Saviola. O avançado argentino custou cinco milhões de euros e assinou contrato por três épocas, com mais uma de opção.

Recorde-se que Saviola ou El Conejo, como é conhecido, destacou-se com Aimar no River Plate formando uma dupla de sonho.
Depois rumou a Barcelona onde teve uma participação muito boa em Camp Nou.
A parte final da sua carreira não foi a melhor tendo sido contratado pelo Real Madrid onde jogou 28 jogos e fez apenas 5 golos.
Antes ganhou ainda uma taça Uefa ao serviço do Sevilha onde fez 14 golos em 43 jogos.

No Benfica pede-se a Saviola golos...

Etiquetas: , ,

Diogo Sousa & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 19:28 | # este post | # Comentários de mestre (1)
Michael Jackson - History passes away


Os Mestres do Futebol Associam-se ao tributo a Michael Jackson.

Tribute to the King of Pop... Michael Jackson

R.I.P. Michael Jackson

Etiquetas:

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 00:26 | # este post | # Comentários de mestre (1)
quinta-feira, 25 de junho de 2009
Alex chega a Guimarães
Alex, lateral-direito português de 29 anos, foi hoje confirmado como reforço do Vitória de Guimarães para os próximos três anos desportivos. O jogador encontrava-se, desde 2005, nos alemães do Wolfsburgo depois de sair do Vitória e de ter passado também pelo Benfica. Diga-se que o negócio era há muito pretendido por ambas as partes e nada custou aos cofres vimaranenses. Por definir está ainda o novo treinador, sendo Nelo Vingada a hipótese mais forte embora exista ainda em aberto a possibilidade de José Romão rumar a Guimarães.


Ricardo Costa & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 21:02 | # este post | # Comentários de mestre (1)
Confederations Cup 2009 - Africa do Sul 0 - 1 Brasil

A aguardada meia final da Taça das Confederações que opõe o país anfitrião, África do Sul, ao campeão do mundo, Brasil.

2 vitórias para o Brasil em 2 encontros entre ambas as selecções com um goal difference de 5-3.

Massimo Busacca o árbitro que apitou a final da champions league 2008/09 foi o escolhido para esta partida emocionante.

Joel Santana, brasileiro, actual seleccionador dos Bafana-Bafana conhece bem de perto o actual seleccionador Dunga quando o treinou no Vasco da Gama em 1987.

Matthew Booth é um jogador definitivamente acarinhado pelos adeptos sul-africanos e toda a alusão a apartheids pelo clash entre instintos raciais é somente uma perspectiva que cai na teórica de racismo sendo que a cumplicidade existente entre Booth e os adeptos instiga a apreciação e afasta o preconceito estimulando desta forma o que já no passado existiu com outro jogador de etnia caucasiana, o nosso conhecido Eric Tinkler, pertencente ao Vitória de Setúbal e a outro jogador conhecido, Mark Fish.

De certo que foi notada com ênfase a “vaia” existente quando o jogador sul-africano Booth toca na bola, porém o « Buuuuuuuuuuuuuuuh » rapidamente cai dissipado numa onomatopeia em inglês e sendo que constatado pelos adeptos bafana-bafana que essa mesma situação é uma forma de idolatrar o jogador à medida do que era feito com Fish quando a ensurdecedora entoação era « Fiiiiiiiiiiiiiiiiiish » e neste caso preciso « Boooooooooooooooooth » .

O mesmo jogador contraiu matrimónio com uma modelo negra e aspirante a Miss África do Sul, Sónia Bonneventia e tal facto só o acarinha ainda mais entre tal sociedade por uma maior aceitação. Muitos colocariam Nasief Morris do Recreativo de Huelva na sua posição, porém Joel Santana acabou por justificar-se com o porte atlético do seu jogador defensivo, 198cm.

Após algumas peripécias respectivas da competição e dos representantes de ambas as partes, seguimos para uma análise à partida que consagrou esta meia-final entre os brasileiros e sul-africanos.

Boa ocupação de espaços bafana-bafana e com o conhecimento do futebol canarinho por parte de Joel Santana conseguiu anular as unidades mais importantes do losango brasileiro; Kaka acabou por ser anulado e inclusive teve imensas vezes de vir buscar jogo atrás da sua linha de meio campo.

Porém, Dunga, foi decisivo, aos 88 minutos, na alteração efectuada sendo que colocando Daniel Alves em campo e num lance de bola parada, dado que não se vislumbrava outra forma, o jogador do Barcelona coloca a bola no fundo das redes da nação sul-africana congelando o sonho de uma presença na final.

Homem do Jogo – S. Pienaar

Brasil – EUA na final da competição. EUA conseguiram surpreender a Espanha, e agora ?...

Etiquetas: , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 20:42 | # este post | # Comentários de mestre (0)
quarta-feira, 24 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 - Eua 2 - 0 Espanha


Vicente del Bosque colocou em campo Casillas; Pique, Puyol, Capdevila, Sérgio Ramos; Xavi, Fabregas, Xabi Alonso, Riera; Torres e Villa. No banco Lopez e Reina; Albiol, Marchena, Hernandez, Busquets, Llorente, Guiza, Arbeloa, Cazorla, David Silva, Mata.

Bob Bradley orquestrou o seu xadrez com base em Howard; Bocanegra, Onyewu, Dempsey, Davies; Bradley, Donovan, Clark, DeMerit; Spector e Altidore.

Suplentes consistiram Guzan, Robles; Bornstein, Casey, Pearce, Beasley, Wynne, Kljestan, Adu, Torres, Feilhaber, Califf.

26 minutos e Dempsey coloca a redondinha para Altidore que faz uso do seu porte atlético perante Capdevila, que fora de posição, é suplantado pelo possante avançado americano que desfere um remate portentoso com o seu pé preferencial.

Os EUA a jogar em 4-2-2-2 jogando no erro do adversário, a Espanha, que definiu um 4-4-2 ofensivo conseguiu sempre tomar um maior ascendente da partida mesmo quando La Roja possuiu maior posse de bola, 64% - 36%; e o jogo foi colocado no centro do terreno em que poucas ocasiões tomaram de assalto as balizas de Howard e Casillas.

A primeira parte conta com uma bicicleta de Davies e remates de fora de área por parte dos Obama-Obama, sendo que do outro lado os espanhóis jogaram mais na perspectiva de penetração ofensiva na área americana e os seus lances ofensivos acabaram por ser mesmo desenhados e finalizados dentro da grande área.

Clint Dempsey choca o mundo do futebol a fazer o 2-0 após a assistência inteligente de Donovan aos 72 minutos quando Sergio Ramos não foi capaz de aliviar uma bola, tentando sair a jogar numa ocasião de extremo perigo.

80 minutos e podemos verificar que os EUA acabaram por não recuperar somente a posse de bola, nivelando o jogo nesse nível, como também colocaram o tempo à sua própria velocidade e criação de jogo. 56%-44% Espanha-EUA. 29 Remates no alvo por parte dos espanhóis frente aos 8 efectuados pelos americanos. Vence a eficácia e a cobra que proporciona o veneno do adversário.

Em 3 jogos os americanos teriam saído derrotados de todas as partidas com os espanhóis e sendo que o goal difference seria 6-1 a favor dos ibéricos.

O equilíbrio emocional que faltou aos espanhóis para poderem assimilar melhor os processos de jogo colocados em prática pelos americanos e após a intervenção de hoje na comunicação social de Del Bosque relativo a tácticas. Venceu a perícia de Bob Bradley neste confronto entre treinadores que estavam habituados a ser considerados como secundários por pertencer aos quadros como adjuntos. Levou a melhor o treinador que aplicou os conhecimentos e práticas que desenvolveu em Princeton University.

Estatísticas e apostas desfeitas em prol da incerteza que o desporto rei proporciona a quem aprecia e critica, vive e emociona-se.

Melhor em Campo – Landon Donovan

Muita classe nessa hora…

EUA na final da Taça das Confederações. E a próxima semi-final opõe África do Sul - Brasil

Etiquetas: , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 20:59 | # este post | # Comentários de mestre (3)
domingo, 21 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 - Itália Cai & EUA Avança



O grupo A da Taça das Confederações não viu alterações de última hora compreendidas neste mesmo grupo sendo que Iraque não fez melhor do que empatar a com Nova Zelândia 0-0 e a Espanha acabou por fazer o mais esperado, ou seja, derrotar a anfitriã África do Sul por 2-0 mesmo quando jogou a meio gás.

O leme dos espanhóis teve como comandante Xavi que efectuou uma partida exemplar, sem descansar; facto efectuado pela maioria da equipa, e levou a bom porto a sua perícia no meio campo originando uma valorização da sua estatística no caso, dividindo 50/50% passes curtos e passes longos com uma accuracy de 89%, quase perto da perfeição, estatística que o deixa pertencer à elite do futebol e fez com que, igualmente, fosse eleito o melhor jogador do Euro 2008 e sendo considerado o melhor em campo nesta partida, independentemente das críticas e opções disponíveis.

A Espanha levou de vencida os Bafana-Bafana com golos de David Villa e Llorente, sendo que o jogador do Valência, que diz já ter definido o seu futuro longe do actual clube após esta competição das nações, alcançou Torres com 3 golos na tabela dos melhores marcadores e acabaria horas mais tarde, no dia seguinte, por ser alcançado, igualmente, por Luís Fabiano, o Fabuloso que disse que seria o melhor artilheiro da competição…

A perfeição da La Roja fez com que terminassem o grupo com +8 Goal Average sem qualquer golo concedido tornando na equipa com a melhor defesa e sendo somente ultrapassados no ataque pelos 10 golos do Brasil, contudo os canarinhos sofreram 3 golos ao longo da competição.

O Grupo B trouxe a maior surpresa da competição, após muitos consagrarem a derrota da Itália com o Egipto como factor mais inesperado, e assim sendo, os norte americanos qualificaram-se para as meias-finais da competição por melhor ataque em comparação com a Itália. E quanto pode valor 1 golo?

Itália 3-5, +2 e EUA 4-6. +2. Sem dúvida que Dempsey, para além de ter sido o melhor em campo, conseguiu calibrar as esperanças norte-americanas quando as mesmas pareciam quebradas desde a primeira partida da competição.

Capitulando o jogo em que o Brasil derrotou a Itália por claros 3-0, vimos uma Squadra Azzurra em claro declínio e com ausência de vontade para praticar cálcio nos terrenos sul-africanos, e se antes valorizamos o trabalho de Lippi, parece que nesta partida nem a sua influência foi capaz de alterar o destino de uma selecção quebrada e compreendida por falta de ambição com a excepção de uma ou outra individualidades, no caso nascidos na Argentina e outro nos EUA. Camoranesi e Rossi.

Cannavaro, nunca ao seu melhor, ficou pregado ao chão e Luís Fabiano abriu o activo. 1-0 Brasil.

Kaka, lo maestro, protagoniza a jogada com Robinho e Luís Fabiano na sobra faz o seu 3º golo na Taça das Confederações sem que não muito tempo depois Kaka, novamente, após uma excelente recuperação de bola… corre uns bons metros antes de enviar a bola para Robinho, uma vez mais para a vertente mais ambicionada nos relvados desta competição – A esquerda…e o jogador do Manchester City cruza rasteiro para Dossena efectuar o corte para a sua própria baliza; 3-0 claros numa lição dada pelo Brasil a jogar com muita calma e na ansiedade e erro da squadra azzura. Longe de imaginar os italianos que os americanos estariam em vantagem pelos mesmos 3 golos na partida com o Iraque com golos de Davies, Bradley(Filho do seleccionador dos EUA) e Dempsey. Mesmo quando as opções tomadas por Bob Bradley não parecem ser as mais eficazes pela interpretação leviana do jogo em si, temos de valorizar a pertinácia do mesmo que fez com que os americanos operassem o milagre de se qualificar abrindo “falência” ao bookies nas apostas.

Luís Fabiano Melhor em campo pelo seu aproveitamento não deixando escapar o excelente jogo de Robinho, que parece voltar a estar motivado para praticar o seu samba futebolístico e claro está, KaKa.

Giu Rossi voltou a fazer uma partida muito interessante e demonstrou nesta competição a razão pela qual o Manchester United o persegue novamente para assegurar os seus serviços.

Antecipando uma estatística esperada final entre Brasil-Espanha, aguardamos o desfecho das meias-finais que colocam em campo Espanha-EUA e África do Sul-Brazil.

Relativamente aos dados estatísticos da competição, segue a equipa, após analise pormenorizada, que até ao momento parece estabelecer os melhores parâmetros a nível competitivo:

Kassid; Abbas, Booth, Gaxa, Masilela; Modise, Dikgacoi, Filipe Melo, Kaka; Torres e Villa

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 23:22 | # este post | # Comentários de mestre (4)
sábado, 20 de junho de 2009
Domingos confirmado como treinador do Braga
Apesar dos vários desmentidos, Domingos Paciência irá mesmo treinar o Sp. Braga nas próximas duas temporadas, anunciou o clube no seu site oficial. O ex-treinador da Académica sucede desta forma a Jorge Jesus que ingressou no Benfica.

A apresentação do técnico português será na terça-feira, no Estádio Axa, sem hora anunciada.

Recorde-se que esta é a terceira experiência do ex-jogador do FC Porto em clubes da primeira liga, depois de U. Leiria e Académica.

Etiquetas: , ,

Pedro Magalhães & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 21:17 | # este post | # Comentários de mestre (0)
sexta-feira, 19 de junho de 2009
As voltas da bola: O Benfica e o dente de Cissokho
Jorge Jesus foi final e oficialmente apresentado como treinador do Benfica. A sua contratação há muito que era um dado adquirido mas as negociações com o Sp.Braga não foram de todo pacíficas o que levou a alguma marcha-atrás no processo. Porém, ultrapassadas as adversidades, Jesus chegou à Luz na quarta-feira com um discurso ambicioso, de quem quer ganhar o quanto antes. Foi um real corte com o passado e com as ideias de Quique Flores. O treinador espanhol sempre se mostrou cauteloso e realista mas nunca se enquadrou no futebol português. Os benfiquistas não aceitaram.

Agora, Jesus foi o perfeito contrário. Entrou a todo o gás, quase à Mourinho embora sem o mesmo impacto do special one. Os adeptos gostaram daquilo que ouviram. É certo que Jorge Jesus mostrou ter noção da grandeza do Benfica mas dizer que o clube "vai jogar o dobro e se calhar o dobro ainda é pouco" pode-lhe ser cobrado mais à frente. Sabemos que a forma de comunicar é, sem dúvida, um dos seus pontos fracos. No entanto, bem mais importante do que isso é o facto de se tratar de um treinador competente, que tem a vantagem de possuir uma enorme experiência do nosso futebol. Por isso, acredito que será uma boa aposta do Benfica.

Em termos presidenciais, a vitória de Luís Filipe Vieira é quase uma certeza. Perante a desistência do movimento "Benfica Vencer, Vencer" devido à recusa por parte de José Eduardo Moniz, director-geral da TVI, em ser candidato por essa lista, Vieira terá apenas a concorrência de Bruno Carvalho. Apesar das boas ideias que possa ter, Carvalho não será, em minha opinião, um forte opositor.

Insólita, no mínimo, a forma como a transferência de Cissokho para o AC Milan foi cancelada. Tudo por causa de um problema dentário, algo que poderá vir a causar lesões nas costas e nos músculos. O Milan perde Cissokho, o FC Porto perde um negócio quinze milhões de euros assim de um momento para o outro. Digno de um dos melhores filmes de Tarantino.

Etiquetas:

Ricardo Costa & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 20:54 | # este post | # Comentários de mestre (1)
Paulo Bento renova oficialmente

Paulo Bento renovou hoje, oficialmente, o seu contrato com o Sporting por duas épocas. O técnico português afirma querer retribuir a confiança depositada por João Bettencourt em si vencendo o primeiro campeonato ao serviço dos ''leões''.

«É uma demonstração de confiança. Tenho a ambição de fazer mais e dar o título que faltou no trajecto anterior», disse o técnico leonino.

Apesar da ambição de fazer mais, Paulo Bento dispensa promessas. «Vamos lutar para ficar em primeiro, não faço promessas desse tipo, mas prometo lutar. Com a estabilidade e qualidade que temos, temos de lutar pelo título», garante.

Recorde-se que com esta renovação de contrato, Paulo Bento torna-se no treinador com mais longevidade no Sporting, sucedendo desta forma a Joseph Szabo.

Etiquetas: ,

Pedro Magalhães & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 20:25 | # este post | # Comentários de mestre (0)
quinta-feira, 18 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 - Grupo B


Europeu sub-21 teve hoje 2 jogos que ditaram os destinos das selecções presentes sendo que a Alemanha apesar de uma primeira parte apagada, conseguiu no segundo tempo recuperar o tempo perdido e escrever a história da partida a seu favor com uma vitória sobre a Finlândia por 2-0.

Na outra partida a Espanha defrontou a Inglaterra numa partida muita apetecida e competitiva. Os ingleses desperdiçaram uma grande penalidade pelos pés de James Milner, porém mais tarde e, fruto de erro crasso defensivo dos espanhóis, Campbel efectuou o 1-0 a favor dos senhores da terra de sua Majestade. Após a entrada de Walcott que deu consistência ofensiva aos britânicos, o jogador do Arsenal assistiu Milner para este fechar o placard em 2-0 a favor da Inglaterra e qualifica-los assim para a próxima fase no topo do grupo à frente da Alemanha, Espanha e Finlândia.

Taça das Confederações apresentou, hoje, as partidas da 2ª jornada do Grupo B colocando em campo o Brasil – EUA e Itália – Egipto.

No primeiro jogo do dia a selecção canarinha venceu os norte-americanos sem espinhas 3-0 com golos de Felipe Melo, Robinho e Maicon e nem as bolas enviadas às traves brasileiras pelo seu adversário deram dimensão ao futebol dos mesmos uma vez que o Brasil foi demasiado exemplar para ter a partida colocada em perigo e com a falta de agressividade americana o Brasil empoleirou-se e distribuiu samba pelo relvado africano colocando-se como potencial finalista a par da Espanha face a expectativas geradas da competição.

Maicon foi o melhor em campo e demonstrou porque Mourinho aposta na sua consistência para blindar a defensiva do seu Internazionale para a próxima temporada.

No outro jogo do grupo, o Egipto fez pela vida e derrotou a Squadra Azzurra por 1-0 com golo de Homos. O guardião dos faraós, El Hadari, foi, sem dúvida, o melhor em campo dado o seu carisma e exibição tirando golos certos aos italianos na mesma medida que os pressionava a nível psicológico, acabando por ser neste factor que os italianos pecariam. Provando do seu próprio veneno, a selecção italiana conseguiu originar varias oportunidades de golo, mas a sua atitude perdulária jogou em favor da audácia egípcia, que sem dúvida teve um ataque demasiado venenoso e souberam inclusive fazer jogo de circulação e contenção quando a isso foram obrigados nos últimos 30 minutos da partida.

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 23:51 | # este post | # Comentários de mestre (0)
quarta-feira, 17 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 Africa do Sul 2-0 Nova Zelandia
Joel Santana apresentou os Bafana-Bafana com Khune, Gaxa, Masilela, Mokoena, Sinaya; Pienaar, Modise, Dikgacoi, Booth; Parker e Fanteni enquanto no banco de suplentes colocou Fernandez; Mhlongo, Davids, Tshabalala, Mphela, Van Heerden, Mdledle, Moon, Khumalo, Mashego, Baloyi e Gould.

Ricki Herbert lançou os seus Kiwis com Moss; Lochhead, Vicelich, Brown, Elliott; Smeltz, Killen, Bertos, Christie; Mulligan, Boyens e deixou sentados no banco Paston; Scott, Oughton, Sigmund, Barron, Brockie, James, Old, Wood, Bright, Smith e Bannatyne.

A Nova Zelândia ocupando a 82ª posição do Ranking FIFA defrontava a anfitriã África do Sul 10 posições acima, 72ª posição FIFA e sendo que das 4 vezes que se encontraram a vitória sorriu sempre aos sul-africanos.

Em termos classificativos, ambas selecções necessitariam de uma vitória para poder assegurar um lugar na próxima fase, sendo que os All-Whites terão sido derrotados por 0-5 na primeira jornada e nova derrota ditaria o seu afastamento certo da próxima fase; Já a África do Sul, fruto do empate frente ao Iraque, poderia colocar-se em posição vantajosa para a qualificação vencendo esta partida.

A África do Sul jogando perante seu público tentava limpar a sua imagem das desastrosas exibições apresentadas nas últimas partidas, sendo que apesar do futebol atabalhoado e a anulação de dois golos conseguiu sempre dirigir esta partida de acordo com os seus intuitos.

Assim e após jogada confusa pela esquerda ( parece que os campos sul-africanos inclinam-se para o flanco esquerdo ) Parker aos 20 minutos faz o 1-0 na consagração de um domínio avassalador dos Bafana-Bafana perante os Kiwis/All-Whites.

51 minutos e Parker marca outro golo, o seu segundo da competição e desta vez sem intenção, e novamente pelo flanco esquerdo. Masilela a cruzar e a bola a embater em Parker que faz assim o 2-0. Bernard Parker proveniente da reconhecida e galardoada equipa dos anos 90 Estrela Vermelha de Belgrado tem vindo a colmatar a ausência de Benny McCarthy.

Homem do Jogo – Bernard Parker

Etiquetas: , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 19:22 | # este post | # Comentários de mestre (4)
Confederations Cup 2009 Espanha 1-0 Iraque
É já no próximo dia 15 de Agosto que a Premier League dá os seus primeiros passos respectivos da época 2009/10. Assim, ficam aqui as primeiras duas jornadas a rolarem bola em terras de sua Majestade.

Sábado, 15 de Agosto

Aston Villa v Wigan 15:00

Blackburn v Man City 15:00

Bolton v Sunderland 15:00

Chelsea v Hull 15:00

Everton v Arsenal 15:00

Man Utd v Birmingham 15:00

Portsmouth v Fulham 15:00

Stoke v Burnley 15:00

Tottenham v Liverpool 15:00

Wolverhampton v West Ham 15:00


3ª Feira, 18 de Agosto

Arsenal v Bolton 19:45

Birmingham v Portsmouth 19:45

Burnley v Man Utd 19:45

Fulham v Blackburn 19:45

Hull v Tottenham 19:45

Sunderland v Chelsea 19:45

West Ham v Aston Villa 19:45

Wigan v Wolverhampton 19:45


4ª Feira, 19 de Agosto

Liverpool v Stoke 19:45

Man City v Everton 19:45


Agora, na Taça das Confederações 2009 seguimos jogo a jogo sendo que hoje, o árbitro Matthew Breeze vai ser o juíz da partida que vai opor as selecções da Espanha e do Iraque, sendo Vicente Del Bosque a orientar os espanhóis e Bora Milutinovic é o treinador actual da selecção iraquiana.

A Espanha a apresentar o seu habitual 4-4-2 com Casillas; Capdevila, Pique, Marchena, Ramos; Mata, Xavi, Alonso, Cazorla e Torres, Villa enquanto no banco de suplentes comportam as opções da rotatividade era Del Bosque com Puyol, Reina, Riera, Busquets, Guiza, Fabregas, López, Albiol, Arbeloa, David Silva e Pablo Hernández.

Já a selecção do Iraque vai apresentar um 5-4-1 distinto do 3-5-2 apresentado na primeira partida quando enfrentou a Africa do Sul. Assim, Kadhem, Kareem, Shaker, Majeed, Ali Hussein, Abbas; Mulla, Akram, Khalid, Saeed e Zahra. O banco opera com Emad, Mahmoud, Sadir, Ridha, Sabri, Talib, Habeeb, Halkard Mulla, Isam, Salah, Abu Al-Hail, Jasim e Haward.

A selecção iraquiana ocupa actualmente a posição nº77 do ranking FIFA e aparece nesta Taça das Confederações como vencedor da componente Asiática e seguimos com maior atenção o primeiro jogador iraquiano a pisar os relvados na competição da Liga dos Campeões Europeus, Hawar Mulla Mohammed representando o Anorthosis Famagusta do Chipre.

Actualmente, encontra-se já arredado da discussão para participar no próximo Mundial a realizar neste mesmo país anfitrião da Taça das Confederações. Bora Milutinovic, actual seleccionador iraquiano, detém um currículo interessante no âmbito das selecções, uma vez que este esteve presente já em 5 mundiais, sendo no caso orientando o México 86, Costa Rica 90, EUA 94, Nigéria 98 e China 2002.

A selecção espanhola por sua vez, ocupa, sem discussão, o 1º lugar do ranking FIFA e é uma das favoritas à vitória final, quer nesta Taça das Confederações, quer no próximo Mundial. Os espanhóis detém o streak de 33 jogos sem perder e o seu treinador Del Bosque é revisto na sua experiência como o treinador interino do Real Madrid que virou treinador oficial e posteriormente na Turquia tomou conta do Besiktas.

Entretanto, Cissokho falha testes médicos em Milão e a transferência acaba por ser potencialmente anulada segundo fontes próximas do jogador.

O dia 17 foi o dia que também permitiu definir contas na corrida à entrada para o Mundial de 2010 na África do Sul quando o Irão empatou 1-1 com a Coreia do Sul consagrando assim aos Sul-Coreanos a 7ª presença consecutiva em Mundiais FIFA, juntando-se, desta forma, a Japão e Austrália já qualificados.

Espanha e Iraque apresentaram uma primeira parte competitiva, porém em que se ofuscaram uma à outra e surpreendentemente a selecção Iraquiana tem dado conta de uma Espanha que tem estado uns furos abaixo das suas últimas exibições.

54 minutos e finalmente chega o aguardado golo da Espanha, 1-0 David Villa após novo cruzamento de Capdevila à medida do que foi efectuado na partida anterior e o cabeceamento do avançado do Valência no fundo das redes da selecção iraquiana que correrá agora atrás do prejuízo e consequentemente, devido a uma menor experiência, irá abrir espaços que potenciarão ataques mais perigosos por parte dos espanhóis.

Um jogo que acaba por resumir-se ao golo de Villa e em que a selecção iraquiana poderia ter tido algo a dizer na partida, caso a equipa no geral não expusesse tanta debilidade a nível individual, e que assim sendo, impossibilitou qualquer possibilidade de remontada do resultado.

Homem do jogo - Xabi Alonso

Aguarda-se o Nova Zelândia – Africa do Sul…

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 15:23 | # este post | # Comentários de mestre (0)
terça-feira, 16 de junho de 2009
Um flop chamado Cissokho

O FC Porto é o melhor. Dentro e fora das quatro linhas. A transferência de Cissokho para o AC Milan esta semana por 15 milhões de euros é a prova disso mesmo.

É inegável que nas últimas décadas o clube vencedor tem sido o FC Porto. Tem mais campeonatos, tem melhores jogadores, tem melhores equipas. O sucesso portista, já há muito descoberto, reside na sua potente estrutura. Tem os seus flops como as saídas a ‘’tostões’’ de Diego e Luís Fabiano, mas tudo o resto é perfeito. Contratam jogadores baratos e vendem-nos a muitos milhões.

Pretende-se com isto chegar a Cissokho, o jovem lateral francês que foi vendido esta semana ao colosso AC Milan por uns ‘’modestos’’ 15 milhões de euros. Sucintamente, Cissokho não vale 15 milhões. Nem agora, nem nunca. Fisicamente é forte, do ponto de vista defensivo vai se desenrascando como pode e a atacar é praticamente uma nulidade –cada cruzamento que fazia em Old Trafford parava sempre nas mãos de Van der Sar. Mesmo que evolua nunca chegará ao nível de laterais como Evra ou Ashley Cole.

É então nesta parte que entra o poderio negocial do FC Porto. Como é possível venderem um jogador por 15 milhões de euros, quando esse não tem potencial para esse valor? É simples: empresários e boas relações. No futebol, e particularmente nos ‘’dragões’’, é assim mesmo, basta ter umas cunhas para se ir longe. O que não se percebe é como um clube como o Milan cai em tamanha armadilha.

Cedo perceberão que se enganaram. E Cissokho voltará, não tarda nada, a Portugal…

Etiquetas: , , , ,

Pedro Magalhães & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 22:01 | # este post | # Comentários de mestre (10)
segunda-feira, 15 de junho de 2009
Confederations Cup 2009 - Grupo B

Num dia repleto de futebol pelo mundo fora foi na Suécia e na África do Sul que se jogaram as partidas mais importantes com um conteúdo mais delicioso.

O Europeu de sub-21 residente na Suécia viu uma Inglaterra reduzida cedo a 10 jogadores tirar melhor partido da sua força no conteúdo futebolístico ao vencer a Finlândia por 2-1 com golos dos jogadores mais defensivos, Cattermole (Wigan) e Micah Richards ( Man City ). No outro jogo do dia desta competição, a Espanha empatou com a Alemanha 0-0.

Na Taça das Confederações o Brasil acabou por desfazer as esperanças africanas dos homens de Cleópatra ao vencer por 4-3 com uma partida hilariante de futebol com golos por KaKa 2, Luís Fabiano, Juan pelos canarinhos e os egípcios marcaram através de Zidan 2 e Shawky.

A Itália venceu no último jogo do dia a congénere dos Estados Unidos da América por 1-3, mesmo quando a partida pareceu sorrir mais aos norte-americanos durante largo período, porém o cinismo italiano e a concepção individual do futebol assim como as decisões tomadas posteriormente por Marcello Lippi deram a vitória aos italianos que assumiram os riscos para obter os três ponto no final e passar a liderar o grupo em igualdade pontual com o Brasil.

O jogo que trazia história desde o empate 1-1 no mundial de 2006 opôs as equipas que ocupavam o 4º (Itália) e 14º (E.U.A.) lugares no Ranking FIFA.

Bob Bradley colocou em campo Howard, Bornstein, Onyewu, Dempsey, Donovan, Bradley, Clark, Demerit, Altidore, Spector e Feilhaber com Beasley, Davies e Kljestan a entrarem no decorrer da partida.

Marcello Lippi operou com Buffon, Grosso, Chiellini, Legrottaglie, Gattuso, De Rossi, Gilardino, Iaquinta, Camoranesi, Zambrotta e Pirlo, sendo que colocou em campo ainda Luca Toni, Giuseppe Rossi e Montolivo.

Uma primeira parte morna viu como acontecimentos mais importantes a expulsão de Clark após entrada, presumida como agressão, a Gattuso fora de tempo reduzindo os norte-americanos a 10 jogadores e o golo na própria baliza de Bornstein anulado a Camoranesi por posição irregular por interferência directa na jogada. O árbitro Pablo Pozo em evidência sancionou ao cair do pano uma grande penalidade devido a falta cometida por Chiellini sobre Altidore que foi convertida por Landon Donovan, fazendo assim o seu 40º golo na sua 111ª internacionalização.

Os Estados Unidos tentaram capitalizar o seu passado, quando em 1999, também na Taça das Confederações, bateu reduzido a 10 homens a Arábia Saudita, porém não estava nas cartas uma repetição de tal evento.

Diz-se que os melhores treinadores são os que sabem interpretar a partida de acordo com o que o seu banco de suplentes pode alterar a partida, e assim sendo, Marcello Lippi, de certo, congratulou-se com as alterações que efectuou, dado o seu impacto imediato quando tirou Gattuso para colocar Giuseppe Rossi e o jogador do Villarreal, por sinal ítalo-estadunidense, em breves segundos tirou um coelho da cartola e brindou Pretoria com um golo fantástico repleto de magia aos 58 minutos empatando assim a partida, 1-1.

Sendo que os primeiros 60 minutos pertenceram aos norte-americanos, a Squadra Azzurra tomou conta nos restantes 30 minutos e com maior efectividade uma vez que também souberam tirar partido da superioridade numérica e 58 + 14 minutos e novo golo de belo efeito, agora, por Daniele de Rossi virando a partida para 1-2 a favor dos italianos. Numa equipa americana mais contraída e de moral quebrada, foram os italianos que esforçaram-se por ir mais além, facto concretizado com o 1-3 pelo substituto Giuseppe Rossi, uma vez dispensado pelo Manchester United ( 12 golos em 32 jogos pelo Villarreal ).

Numa partida de riscos calculados, Lippi viu no seu talismã G. Rossi a reviravolta da partida e sustentou o ritmo de jogo através dos pés do seu Daniele de Rossi que acabou por ser eleito o melhor jogador em campo, deixando esquecidos Totti, Del Piero, entre outros.

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Nelson Motta & Mestres do Futebol 2009. Proibida a reprodução.
# 22:57 | # este post | # Comentários de mestre (1)

Copyright Mestres do Futebol. Todos os Direitos reservados.
Optimizado para Mozilla Firefox 3.5.2